Como reter a leitura?

livros_projetoEssa é uma pergunta daquelas bem subjetivas. Cada um faz de um jeito, tem as próprias manias e uma forma singular de construir significados. Há quem tenha mais facilidade para guardar detalhes (como nomes de personagens e o local onde se passa a história), enquanto outros são mais atentos ao enredo, ao contexto (focam em uma visão geral). Ou seja… Guardam aquilo que julgam ser essencial e deletam todo o resto. Há, inclusive, quem não ligue a mínima para reter qualquer coisa dos livros que lê… O importante é a experiência de leitura, as sensações e as ideias despertadas naquele momento. O depois não faz diferença.

Devido a todas essas nuances, a única forma de responder é falando de mim mesma, isto é, como eu funciono. Desde que comecei a escrever resenhas para o blog, senti necessidade de reter melhor as leituras. Comecei a olhar os livros na estante, tentando lembrar o que fez eu me apaixonar por eles e, confesso, tive dificuldades. Como não consigo escrever as resenhas tão logo termino de ler, precisava achar uma forma de guardar as impressões, de manter tudo fresquinho na memória. E agora, José?!

Dizem que escrever ajuda (alguns) e isso sempre deu resultados nos meus estudos, então, por que não tentar?! Comecei a fazer anotações conforme ia lendo. Separei um caderno para isso e o transformei no meu “diário de leitura”. E não é que esse negócio funcionou? Tenho a impressão de que as informações estão ficando mais vivas na minha cabeça e, mesmo quando esqueço algo, basta voltar aos meus escritos e checar. Resolveu minha vida!

Exemplo… Nos últimos cinto dias, precisei ler seis títulos (sim, são esses da foto). Ok, não são romances enormes nem textos científicos mega pesados. A leitura infantojuvenil, na minha reles opinião, tem a característica de ser mais fluida e conta, muitas vezes, com ilustrações bem presentes… O que não significa, nem de longe, que é mais pobre. Nada de deméritos aqui, por favor! Dito isso… Não foi fácil como estalar os dedos. Eu tive que ler mais de um por dia. Demandou tempo, esforço, dedicação. Principalmente porque não li apenas por prazer, mas porque precisava preparar atividades para os alunos (atenção redobrada!).

O “diário de leitura” fez toda a diferença. Primeiro porque, obviamente, li um atrás do outro, sem ter aquele tempinho pra esfriar uma história, antes de embarcar noutra (eu gosto de fazer isso… Me julguem). Segundo porque terei esse material para servir de apoio durante o período de trabalho com as crianças. So, it means that eu super recomendo.

P.s.: Se você tem alguma dica legal ou ideias diferentes para responder a essa pergunta… Deixe um comentário! Me conte como você faz.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s