Nossas verdades absolutas

tumblr_llb5msdL3k1qfiy6mTodos temos as nossas verdades. E é bom saber em que acreditar. Mas não podemos nos fechar para novas possibilidades. Não podemos achar que já sabemos tudo e parar no tempo. É preciso se reciclar, aprender, mudar tudo de lugar de vez em quando, ousar, arriscar. Só assim nos mantemos em movimento. Caso contrário, nada vale a pena. É como se passássemos a vida toda no piloto automático. Afinal, se nem mesmo a ciência tem verdades absolutas, por que nós deveríamos ter?

Cada um de nós tem seu jeito, suas manias, sua forma de enxergar o mundo, de se relacionar, etc. Por isso, na nossa cabeça, essa estrutura costuma ser a única que existe. É assim e pronto. Achamos que todos os outros vivem da mesma maneira ou deveriam. Vamos reproduzindo comportamentos, pensamentos… Dificilmente refletimos ou paramos um minuto para questionar: será que deveria mesmo ser assim?

Esse é um grande problema da condição humana: pouco nos questionamos. Pensamos que está dando certo ou nem mesmo nos damos conta de como se desenrolam nossos dias. Além disso, tem gente que realmente se fecha, não quer mudar. Olha a vida do seu lugar e não sabe ceder. Não se interessa em aprender como os outros significam suas experiências. Seguem olhando em apenas uma direção. Pior, não aceitam ajuda ou críticas. Sustentam suas verdades até o fim.

Lembro de uma vez em que o editor do jornal perguntou a um repórter se ele achava que o texto dele estava bom. Nós, jornalistas, temos um ego enorme e achamos nossos textos as coisas mais perfeitas que existem no mundo. Por isso, me surpreendi quando meu colega de trabalho disse: “eu acho que está razoável. Se eu acreditar que está realmente bom, não vou me desafiar a fazer melhor. Vou parar de aprender”.

Essa postura é que nos faz crescer, que nos permite ter qualidade de vida, que nos impulsiona. É importante termos vontade de conhecer novas maneiras de fazer o que fazemos, nos abrirmos para experiências diferentes e até mesmo começarmos a nos cobrar reflexões, duvidar, questionar, colocar nossas verdades à prova. É difícil, eu sei. Mudanças são sempre dolorosas e temos medo do desconhecido. Mas, se não tentarmos, podemos perder a chance de viver muito melhor e fazer o bem às pessoas ao nosso redor.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s